Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014
Imagem
Eólicas: para quem, para quê, como? Eólicas no Ceará seguem no sentido oposto ao esperado em relação às renováveis: promovem conflitos com as comuni- dades costeiras, devastam dunas e aterram lagoas, um enor- me desserviço, inclusive à causa da busca de tecnologias que podem ajudar a nos livrar do impasse fóssil. Há poucos dias, uma pessoa muito querida, minha "filhota acadêmica" Juliana Oliveira, publicou a foto ao lado, que acredito tenha sido tirada lá pelo litoral de Trairi, que tem as belas praias de Mundaú, Flecheiras, Guajiru... Juliana trabalhou comigo no seu mestrado, avaliando precisamente a possível influência da variabilidade climática interanual sobre a geração eólica. Concluiu que relações bem conhecidas entre o estado dos oceanos tropicais e a chuva sobre o norte do Nordeste (que se concentra em poucos meses do primeiro semestre) também aparecem em relação aos ventos. Anos com El Niño no Pacífico e/ou "dipolo positivo" no Atlântico (a gro