Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2019

VI FESTA DO MANGUE DO CUMBE: Em defesa da nossa Identidade Quilombola Pesqueira e Bem Viver

Imagem
Link para inscrição bit.ly/2mfx9wn Informações: quilombodocumbe@gmail.com A “VI Festa do Mangue do Cumbe: em defesa da nossa identidade quilombola pesqueira e bem viver” , que vai acontecer no mês de outubro, onde os participantes/visitantes (comunidade local e vizinha, estudantes, ambientalistas e pesquisadores/as) interagem com os quilombolas pescadores/as do mangue do Cumbe e vivenciam atividades culturais no manguezal, conhecendo sua importância, diversidade, riqueza e valor. Desta forma, durante a Festa do Mangue reafirmamos nossas histórias, memórias, lutas, resistências, diversidade cultural e identidade quilombola pesqueira, narrando nosso processo organizativo, parcerias, rede de solidariedade e luta política, atribuindo sentidos e significados sobre nossa relação com o ecossistema manguezal e bem viver. Neste sentido, a Festa do Mangue do Cumbe é entendida como um espaço de socialização das lutas e resistências travadas no território, bem como, buscarmos pa

Museu Arqueológico Comunitário do Cumbe e Canavieira

Imagem
No ano que completa 10 anos de luta para construção do Museu Comunitário do Cumbe, fruto da luta contra a destruição de dezenas de sítios arqueológicos no campo de dunas, para instalação do parque de energia eólica da empresa CPFL, o Museu Arqueológico Comunitário do Cumbe e da Canavieira, no município do Aracati, litoral leste do Ceará, parece que será entregue aos comunitários. No dia 30 de agosto de 2019, em reunião com a Superintendência do IPHAN do Ceará, representantes das duas associações do Cumbe - Associação Quilombola, autora e defensora da construção do Museu Comunitário no Cumbe, associação de moradores do Cumbe, representantes da associação da Canavieira, representante da empresa eólica CPFL, representante do Conselho Pastoral dos Pescadores (CPP), Instituto Terramar, Coletivo de Assessoria Jurídica - URUCUM, Programa de Proteção aos Defensores/as de Direitos Humanos (PPDDH/CE) e Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Promoção da Igualdade Racial (CEP