Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

DENUNCIA: Fazenda de Carcinicultura Abandonada é Reativada

DENUNCIA: Fazenda de Carcinicultura Abandonada é Reativada Há aproximadamente, seis anos a fazenda de carcinicultura de propriedade de uma portuguesa na comunidade do Cumbe, no Aracati, está abandonada. A comunidade já fez e vem fazendo vários procedimentos para que essa área seja devolvida para comunidade e que seja também replantada com espécies de mangue. As várias tentativas foram todas sem sucesso. Quando foi quinta-feira (21/04/11), chegaram máquinas para trabalhar na área a fim de reconstruir a fazenda e reativar a mesma. Aproveitando assim o feriadão. Estão trabalhando na área abandonada dia e noite, a fim de que, neste período os órgãos de fiscalização estão todos de foga, e também ninguém pode denunciar porque estamos num feriado prolongado. Por que será que isso ainda acontece? Por que será que quando chegar a fiscalização, se chegar, não vão poder fazer nada, pois a fazenda já vai está funcionando? É, mais uma vez a comunidade e o meio ambiente sai perdendo! João Luís Jov

Energia eólica: lobo travestido de cordeiro?

Energia eólica: lobo travestido de cordeiro? Marcelo Teles - Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal do Ceará motm93@yahoo.com.br Após o “descobrimento” do aquecimento global, o meio ambiente têm ocupado crescente espaço em nossas vidas e muitos termos das ciências ambientais passaram a serem utilizados de forma indiscriminada pela mídia, políticos e empresários. Exemplos clássicos são as expressões “energias limpas” e “energias renováveis”. Muitas pessoas as utilizam, mas a maioria confunde os dois conceitos. O primeiro diz respeito a fontes energéticas que produzem pouco ou nenhum poluente no processo de geração. O segundo só leva em conta a disponibilidade ou taxa de renovação da fonte. Incidentalmente, pessoas acreditam que energias renováveis são limpas e vice-versa. No entanto, podemos pagar um preço alto por essa questão. Energias renováveis não necessariamente são limpas (apesar de a recíproca geralmente ser verdadeira). Grande exemplo é a en

Sobre a denúncia de conflitos no Cumbe

Jornal O Estado- Estado Verde Sobre a denúncia de conflitos no Cumbe A empresa Bons Ventos, que possui Parque Eólico na Localidade do Cumbe, no Município de Aracati-CE, enviou nota de explicação em face da denúncia da Comunidade, neste espaço, sobre acesso às Lagoas e à Praia do Cumbe. Segue nota da empresa na íntegra: “A Bons Ventos esclarece que qualquer pessoa continua a ter livre acesso à praia e às lagoas do Cumbe, não havendo nenhum impedimento neste sentido por parte da empresa, até porque a empresa não tem nenhuma ingerência sobre a área fora dos Parques Eólicos ali instalados. O que está sendo regulamentado é o acesso dentro dos parques, por ser área privada de produção de energia e que necessariamente deve obedecer a legislação brasileira sobre segurança do trabalho. Mesmo assim, a empresa está sensível às solicitações da comunidade, permitindo, quando necessário, o acesso dentro da área dos Parques após solicitação prévia por parte do interessado, com a disponibiliza

Audiência Pública discute viabilidade de Parques Eólicos em Icapuí

Audiência Pública discute viabilidade de Parques Eólicos em Icapuí A Cidade de Icapuí, 26 de março de 2011 Atentos as questões ambientais no município de Icapuí, os vereadores Lacerda Filho (PSDB), Gilson da Paz Segundo (PSDB) e Felipe Maia (PT), membros da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Vereadores, entraram com requerimento na Casa solicitando Audiência Pública para discutir com a sociedade icapuiense a viabilização da implantação de parques eólicos, os impactos ambientais que esses empreendimentos causam e sua contribuição para o desenvolvimento social e econômico do nosso município. Na ocasião foram expostos os pontos de vistas das empresas interessadas na exploração dos nossos ventos e dos ambientalistas, muito bem representados pelo professor da Universidade Federal do Ceará - UFC, Jeová Meirelles; João Joventino(ou João do Cumbe); membros da Fundação Brasil Cidadão e técnicos da Secretaria de Desenvolvimento e Meio Ambiente de Icapuí; além de outros defensores do

A luta do Cumbe

A luta do Cumbe Por Rodrigo de Medeiros O Cumbe, comunidade do Município de Aracati-CE, tão rico em cultura, como rico em violações. As sociedades cearense e brasileira devem olhar para esta pequena comunidade do litoral cearense. Nela poderão se vê as suas origens, poderão se vê os seus descasos, os seus desmandos, os caminhos que escolhe para o desenvolvimento de poucos e a invisibilidade ou aniquilação de muitos. Comecemos pelo nome que é de origem africana e que pode dar luz a sua identidade. O Professor de História da Comunidade, João do Cumbe, também fala da expedição científica de Dom Pedro II, que passou pela localidade e registrou com admiração os cata-ventos, os moinhos de vento em grande quantidade, para irrigar os canaviais dos diversos engenhos que havia na região. Cumbe terra que mantém o Sebastianismo, em relatos de lavadeiras nas lagoas entre as dunas, que ouvem a cavalaria, com seus tambores, do Rei Dom Sebastião, com alguns até chegando a ver o próprio Rei. O C